translato

Eduardo Ferreira

Brasília - DF

A substância da alma do texto, quando inscrita na tela ou no papel, deixa de identificar-se consigo mesma
Eduardo Ferreira

Brasília - DF

Em Hilda Hilst, a proliferação de alternativas encanta o leitor e assusta o tradutor
Eduardo Ferreira

Brasília - DF

São muitos os fatores e atores que incidem sobre o texto, no decorrer de sua vasta trajetória
Eduardo Ferreira

Brasília - DF

Um tradutor no centro de “O trovador”, de Rodrigo Garcia Lopes
Eduardo Ferreira

Brasília - DF

Não só o livro e seu texto mas sua língua deixam de ser do autor, de um tempo e lugar específicos, e transitam paulatinamente à esfera de seu leitor contumaz
Eduardo Ferreira

Brasília - DF

A tradução é uma longa corrente de distorções, que se revela não só no texto traduzido, mas também no original
Eduardo Ferreira

Brasília - DF

Ao tradutor cabe tentar recuperar o que foi roído, sendo necessário preencher as lacunas do papel caprichosamente perfurado
Eduardo Ferreira

Brasília - DF

Para a tradução literária, a máquina ainda parece uma ficção distante
Eduardo Ferreira

Brasília - DF

A tradução é o remédio contra o esquecimento do texto
Eduardo Ferreira

Brasília - DF

A voz do tradutor é naturalmente abafada pela sombra do autor