ensaios e resenhas

Gisele Eberspächer

Curitiba - PR

"Damas da lua", de Jokha Alharthi, perpassa pelo menos três gerações e mostra as mudanças culturais em curso no país árabe
Tiago Germano

João Pessoa - PB

Como Norwich, pequena cidade do interior da Inglaterra, tornou-se um polo mundial da literatura revelando escritores premiados com o Pulitzer, Booker Prize e até o Nobel
Carlos Augusto Silva

São Paulo - SP

Dia 18 de novembro, para os proustianos, é uma data plural em sua significação, pois Proust é uma instituição, um monumento da cultura e da língua francesa
Fernando Cerisara Gil

Curitiba - PR

"Os sertões", de Euclides da Cunha, foi o primeiro livro a formular de modo consciente e explícito o embate entre as sociedades rural e urbana no Brasil
Raquel Matsushita

São Paulo - SP

Classificada como literatura para a infância, "O mundo é redondo" é uma obra para todas as idades, que conserva o estilo consagrado de Gertrude Stein
Faustino Rodrigues

Belo Horizonte - MG

"O escândalo do século", coletânea de textos jornalísticos, apresenta ao leitor a matéria-prima da obra ficcional de Gabriel García Márquez
Cristiano de Sales

Curitiba - PR

"O código íntimo das coisas", de Assis Lima, dialoga com tradições populares e eruditas ao discutir um tema incontornável: o tempo
Henrique Marques Samyn

Rio de Janeiro - RJ

Os contos de "Gosto de amora", de Mário Medeiros, trazem um olhar atento às complexidades e contradições intrínsecas à experiência negra no Brasil
Gisele Barão

Curitiba - PR

"Despertar os leões", de Ayelet Gundar-Goshen, põe em discussão profundas questões morais em meio a um suspense bem construído
Haron Gamal

Rio de Janeiro - RJ

Drama psicológico, "Homens adoram mulheres perfeitas", de Andréa Catrópa, aborda temas como fetiche do corpo, violência e machismo
Vivian Schlesinger

São Paulo - SP

“Quinquilharias e recordações” mostra o contexto histórico em que nasceu e cresceu a polonesa Wislawa Szymborska, ganhadora do Nobel de Literatura
Victor Simião

Maringá - PR

Com traços autobiográficos, romance de estreia de Alejandro Chacoff faz raio X de uma família desestruturada pelo dinheiro e os deslocamentos geográficos