ensaios e resenhas

Rascunho

Curitiba - PR

Da rivalidade literária de Martin Amis à busca por uma voz autoral de Elizabeth Strout, o “Rascunho” seleciona romances que têm escritores no centro de suas tramas
Rodrigo Casarin

São Paulo - SP

Lutas por terra e teto estão no centro dos romances de Itamar Vieira Junior, Maria José Silveira e Julián Fuks
Carlos Diegues

Rio de Janeiro - RJ

A coletânea “Hálito das pedras”, de Antonio Carlos Secchin, traz uma poesia de contemporaneidade indiscutível e referencia autores esquecidos
André Caramuru Aubert

São Paulo - SP

O tradutor André Caramuru Aubert comenta a poesia da norte-americana que acaba de ganhar o Nobel de Literatura
Luciano Brito

São Paulo - SP

Em “Blonde”, que completou 20 anos e ganhou reedição nos Estados Unidos, Joyce Carol Oates recria a vida da atriz Marilyn Monroe, morta aos 36 anos
Carla Bessa

Berlim - Alemanha

Em romance de estreia, Raphael Vidal aposta em uma linguagem fundamentada na oralidade carioca para falar de personagens invisíveis da sociedade
Maurício Melo Junior

Brasília - DF

A eterna queda de braço entre liberais e conservadores é o pano de fundo de “Berta Isla”, novo romance de Javier Marías
Luís Augusto Fischer

Porto Alegre - RS

Como o porto-alegrense Qorpo-Santo, o inglês Lewis Carroll e o francês Júlio Verne estão conectados por meio de uma palavra estranha ao século 19
Márcia Lígia Guidin

São Paulo - SP

Em "Das terras bárbaras", um diplomata e um jesuíta se deparam com o erro, a fúria e as forças inóspitas do poder
Jorge Ialanji Filholini

São Paulo - SP

Três livros da literatura brasileira contemporânea que jogam o leitor no abismo existencial, oferecendo reflexões contundentes e explorando as dores humanas
Marcos Alvito

Rio de Janeiro - RJ

Épico e grandioso, o best-seller “Na terra do cervo branco” é uma dinâmica enciclopédia sobre o final do século 19 no país de Confúcio
Fabio Silvestre Cardoso

São Paulo - SP

Romances e personagens do escritor inglês Charles Dickens capturaram o complexo sentido do século 19 e ainda permanecem muito atuais