ensaios e resenhas

Márcia Lígia Guidin

São Paulo - SP

Em "Das terras bárbaras", um diplomata e um jesuíta se deparam com o erro, a fúria e as forças inóspitas do poder
Jorge Ialanji Filholini

São Paulo - SP

Três livros da literatura brasileira contemporânea que jogam o leitor no abismo existencial, oferecendo reflexões contundentes e explorando as dores humanas
Marcos Alvito

Rio de Janeiro - RJ

Épico e grandioso, o best-seller “Na terra do cervo branco” é uma dinâmica enciclopédia sobre o final do século 19 no país de Confúcio
Fabio Silvestre Cardoso

São Paulo - SP

Romances e personagens do escritor inglês Charles Dickens capturaram o complexo sentido do século 19 e ainda permanecem muito atuais
Kathrin Rosenfield

Porto Alegre - RS

Morto há 80 anos, Walter Benjamin redefiniu o papel do ensaísmo crítico e se tornou um dos intelectuais mais importantes do século 20
Iara Machado Pinheiro

São Paulo - SP

"Segredos", de Domenico Starnone, narra a trajetória ascendente de um intelectual e discute a influência do núcleo familiar em seus descendentes
Gabriela Silva

Porto Alegre - RS

Escrito a quatro mãos, "O terrorista elegante e outras histórias" mistura a poética de Mia Couto com a ironia de José Eduardo Agualusa
Tomaz Amorim Izabel

São Paulo - SP

Coletânea “O tempo adiado e outros poemas”, de Ingeborg Bachmann, apresenta ao leitor brasileiro o imagismo de inspiração idílica da poeta austríaca
Luiz Horácio

Viamão - RS

As conferências de Toni Morrison reunidas em "A origem dos outros" e "A fonte da autoestima" discutem formação de identidade, racismo e literatura
Marcos Pasche

Rio de Janeiro - RJ

A coletânea "Seja como for" mostra a capacidade de Roberto Schwarz unir, com acurada fundamentação histórica, análise literária e comentário político
Jonatan Silva

Curitiba - PR

Obra de Salinger apresenta o contraponto da cultura megalomaníaca dos Estados Unidos no pós-guerra e que acabou por influenciar o ocidente
Marcos Alvito

Rio de Janeiro - RJ

O princípio trágico da ambiguidade e da incerteza das ações humanas dá o tom de “Uma orquestra de minorias”, de Chigozie Obioma