agosto de 2019

Rogério Pereira

Curitiba - PR

É muito difícil vingar-se do inimigo quando a batalha só tem derrotados
Raimundo Carrero

Recife - PE

Lima Barreto deu início a uma desejada criação de uma linguagem brasileira para a ficção nacional
Rinaldo de Fernandes

João Pessoa - PB

“Nem todas as crianças vingam”
Tércia Montenegro

Fortaleza - CE

A metalinguagem é um tipo de investigação inevitável: o artista questiona seus limites, suas possibilidades. Por que narrar? Por que fotografar?
José Castello

Curitiba - PR

A leitura de "Moby Dick" me ensinou que as atmosferas mais sedutoras escondem, muitas vezes, “as garras mais cruéis”
Miguel Sanches Neto

Ponta Grossa - PR

"O menino do mato que engoliu Brasília" é um dos grandes livros brasileiros sobre a infância
Nelson de Oliveira

São Paulo - SP

As famílias literárias contrárias e complementares
João Cezar de Castro Rocha

Rio de Janeiro - RJ

Na época de Hume e Kant o texto impresso constituía o meio de comunicação de massas por excelência
Wilberth Salgueiro

Vitória - ES

Em "Caveira", Cruz e Sousa deixa um pouco de lado sua militância pela causa negra
Antonio Carlos Secchin

Rio de Janeiro - RJ

A aparente simplicidade do poema de Ungaretti esconde um problema considerado insolúvel para traduzi-lo ao português