🔓 A menina que não fui

Por meio de cartas, diários e confissões, François de Taulane, o protagonista de A menina que não fui, narra em primeira pessoa os diversos impasses que enfrentou em sua vida
A menina que não fui
Han Ryner
Trad.: Régis Mikail
Ercolano
256 págs.
01/05/2024

Por meio de cartas, diários e confissões, François de Taulane, o protagonista de A menina que não fui, narra em primeira pessoa os diversos impasses que enfrentou em sua vida, não apenas devido a seus desejos, mas também à sua própria identidade. Homossexual e órfão, ele é atormentado desde a infância por sua atração pelo sexo masculino e por um possível desconforto em seu gênero. Nas primeiras páginas, o leitor se depara com uma pessoa que decide contar por escrito seus conflitos internos numa sociedade ainda hipócrita, que hesitava entre religião e laicidade, e que via na homossexualidade uma patologia.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Rascunho