Maringá promove bate-papo no “Bloomsday”

Nesta quarta-feira (16), a professora Camila Peruchi e a psicanalista Marta Dalla Torre conversam sobre o romance “Ulysses”, a partir das 19h30
James Joyce, autor de “Ulysses”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
15/06/2021

A partir desta quarta-feira (16), o Bloomsday passa a fazer parte do calendário cultural oficial de Maringá, cidade no Norte do Paraná. O “dia de Bloom” é uma homenagem ao personagem Leopold Bloom, do romance Ulysses, escrito por James Joyce e publicado em 1922.

Para celebrar a data, a professora Camila Peruchi e a psicanalista Marta Dalla Torre conversam sobre o romance do autor irlandês a partir das 19h30, em evento transmitido pelo canal da Secretaria de Cultura de Maringá no YouTube.

As convidadas vão debater a importância de Ulysses no cenário literário mundial, a relação entre o livro e as teorias de Jacques Lacan, entre outros assuntos. Haverá também leitura de trechos da obra.

Feriado nacional na Irlanda, terra natal de James Joyce, o Bloomsday é celebrado em diversas partes do mundo no dia 16 de junho, data em que ocorre a narrativa de Ulysses.

O livro, repleto de inovações linguísticas, relata a um dia na vida de Leopold Bloom, filho de um judeu húngaro, em Dublin, em uma narrativa inspirada no poema épico de Homero, Odisseia.

Pelo menos desde 2016 grupos independentes vinham realizando o Bloomsday em Maringá. O tradutor da edição mais recente do livro, lançado pela Penguin-Companhia das Letras, Caetano Galindo, participou em 2017 de uma ação na cidade. O evento, na ocasião, foi realizado pelo Clube de Leitura Bons Casmurros. O grupo Ato Analítico também vinha fazendo o “Bloomsday” desde 2019.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade