🔓 Flip anuncia a americana Regina Porter e o brasileiro Jeferson Tenório

Os dois autores se juntam a Bernardine Evaristo, Pilar Quintana, Itamar Vieira Junior e Eileen Myles, que já haviam sido anunciados
Regina Porter, autora de “Os viajantes”
30/10/2020

(30/10/20)

A norte-americana Regina Porter e o brasileiro Jeferson Tenório foram confirmados na programação da 18ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), que acontece entre 3 e 6 de dezembro em formato virtual. Os dois autores dividirão uma das mesas para debater questões como racismo, família e desigualdade, temas que são tratados em seus mais recentes livros.

Eles vão se juntar a Bernardine Evaristo, Pilar Quintana, Itamar Vieira Junior (cronista do Rascunho) e Eileen Myles, que já haviam sido anunciados.

Dramaturga, Regina estreou no romance com Os viajantes, livro que a Companhia das Letras lança em novembro. Trata-se da trama que acompanha duas famílias — uma branca e outra negra — entre os anos 1950 e o início do governo de Barack Obama.

Jeferson Tenório tem conquistado elogios da crítica com seu livro mais recente, O avesso da pele, romance sobre identidade e relações raciais. Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, e radicado em Porto Alegre, Tenório é doutorando em teoria literária pela PUCRS. Estreou na literatura com o romance O beijo na parede (2013), eleito o livro do ano pela Associação Gaúcha de Escritores.

Teve textos adaptados para o teatro e contos traduzidos para o inglês e o espanhol. É autor também de Estela sem Deus (2018). Tenório foi escolhido pela organização da Feira do Livro de Porto Alegre para ser o patrono da 66ª edição do evento, que acontece de 30 de outubro a 15 de novembro.

Prejudicada pela pandemia do novo coronavírus, a Flip também sofreu turbulências internas com a saída da curadora Fernanda Diamant, que havia sido criticada por indicar a poeta americana Elizabeth Bishop como homenageada do evento. Bishop, que morou no Brasil, teria sido simpática ao regime militar e feito críticas aos costumes do país.

Agora, com o novo formato na internet, a Flip decidiu que a edição deste ano não terá curador nem autor homenageado.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Rascunho