Poemas de Iacyr Anderson Freitas

Leia os poemas "Tudo combinado", "Desmanche" e "Outra infância"
Iacyr Anderson Freitas, autor de “Estação das clínicas”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
01/02/2021
Exclusivo para assinantes

Escolha um plano de assinatura e aproveite todo nosso conteúdo.
R$ 7,90 (digital) e R$ 12,90 (digital + impresso).

Clique aqui para assinar

JÁ É ASSINANTE?

Entrar

Iacyr Anderson Freitas

Nasceu em Patrocínio do Muriaé (MG), em 1963. Publicou mais de vinte livros de poesia, os mais recentes: Quaradouro (2007 – semifinalista do Prêmio Portugal Telecom), Viavária (2010 – 1º lugar no Prêmio Literário Nacional do PEN Clube do Brasil), Ar de arestas (2013 – finalista do Prêmio Jabuti e semifinalista do Prêmio Portugal Telecom) e Estação das clínicas (2016).

Publicidade

Leia também

Fabiane Secches

São Paulo - SP

Passei a me interessar profundamente pelo aspecto propriamente literário do texto, pela tessitura e pelo modo como forma e conteúdo podem ser conjugados
Wilberth Salgueiro

Vitória - ES

Lendo e relendo este poema, chama a atenção a métrica irregular e a pontuação que parece por vezes resfolegar, como se em ato sexual desordenado
Marcos Alvito

Rio de Janeiro - RJ

Crônicas ficcionais sobre a vida cotidiana no Moçambique pós-independência usam uma rua e seus moradores como metáfora do país africano
Carla Bessa

Berlim - Alemanha

Em "O cozinheiro de Bangu", sua primeira investida no campo da ficção, Wagner Fontoura traz uma abundância de detalhes que obstrui a visão do leitor