Linguagem e vida

Em tradução inédita no Brasil, a antologia "eu nunca fui ao brasil", de Ernst Jandl, possibilita pensar a fraqueza e a sensibilidade como potências
O poeta Ernst Jandl, autor de “eu nunca fui ao brasil”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Exclusivo para assinantes

Escolha um plano de assinatura e aproveite todo nosso conteúdo.
R$ 7,90 (digital) e R$ 12,90 (digital + impresso).

Clique aqui para assinar

JÁ É ASSINANTE?

Entrar

eu nunca fui ao brasil
Ernst Jandl
Trad.: Myriam Ávila
Relicário
168 págs.
Ernst Jandl
Nasceu em 1925 em Viena (Áustria), onde morreu em 2000. É um dos mais representativos poetas de língua alemã. Conhecido por seus poemas concreto-experimentais e sua relação com a performance oral.

Ana Luiza Rigueto

É poeta, jornalista e especialista em literatura brasileira. Atualmente, é mestranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Literatura da UFRJ, com pesquisa em poesia contemporânea. Publicou Entrega em domicílio (Urutau, 2019) e tem poemas em diversas revistas online.

Publicidade

Leia também

Rascunho

Curitiba - PR

Chamado de CelebraLetras, o evento vai promover bate-papos, dicas de livros, venda de exemplares autografados, lives e podcasts
Rascunho

Curitiba - PR

Fábula sobre o ciclo da cigarra, livro quer instigar em adultos e crianças uma reflexão a respeito da natureza e da maneira como nos relacionamos com ela
Vivian Schlesinger

São Paulo - SP

“Quinquilharias e recordações” mostra o contexto histórico em que nasceu e cresceu a polonesa Wislawa Szymborska, ganhadora do Nobel de Literatura
Giovana Madalosso

São Paulo - SP

Sempre me orgulhei de ser honesta com a minha filha, desde quando ela nem sabia o que era a palavra honestidade