Tércia Montenegro

Ilustração: Kleverson Mariano

Os boxeadores

Por Tércia Montenegro

Eu lembrava de Drummond no seu “lutar com palavras”, a luta mais vã: conseguia imaginar o poeta, um peso-pena saltando pelo ringue

Ilustração: Carolina Vigna

O leitor iminente

Por Tércia Montenegro

A obrigatoriedade de fazer algo no mínimo instigante era aflitiva

Ilustração: FP Rodrigues

A vida enquanto arte

Por Tércia Montenegro

A arte enquanto vida parece ser o caminho natural de todos os que escolhem este ofício

Ilustração: Carolina Vigna

Razão e retina

Por Tércia Montenegro

Eu me empenhei bastante em apreciar o Concretismo

Ilustração: Bruno Schier

Dr. Atl em Olinka

Por Tércia Montenegro

Em 2014 editei pela Casarão do Verbo o Dicionário amoroso de Fortaleza. Na mesma época, também finalizava para a Companhia […]

Ilustração: FP Rodrigues

Inventar o silêncio

Por Tércia Montenegro

O silêncio, como escolha, apresentou legitimidade e inúmeras facetas

Ilustração: Bruno Schier

Verlaine e seu fantasma

Por Tércia Montenegro

Até onde a biografia de um artista deve ser exposta para a compreensão da obra?

Ilustração: Carolina Vigna

(Per)formar histórias

Por Tércia Montenegro

Paulo Montserrat e a necessidade de categorias flexíveis para absorver uma obra

Ilustração: Tereza Yamashita

O lugar dos bichos

Por Tércia Montenegro

Os bichos sempre tiveram sua existência sob risco constante nas narrativas clássicas

Ilustração: Hallina Beltrão

A luz e o mistério

Por Tércia Montenegro

O pintor que se denominava “o rei dos gatos”

Ilustração: Dê Almeida

A nudez como retórica

Por Tércia Montenegro

Para além de ser um suporte expressivo, o corpo tem a sua história: cicatrizes, pelos, texturas

Ilustração: Bruno Schier

Quando mostrar é dizer

Por Tércia Montenegro

A grande sedução da arte está em seu potencial de contar uma história