Simão sem medo

Em seu primeiro romance juvenil, o autor português tem a fantasia como ponto de partida para contar a história de Simão
Simão sem medo
Miguel Granja
Ilustrações: Beatriz Bagulho
Moinhos
204 págs.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
01/05/2021

Em seu primeiro romance juvenil, o autor português tem a fantasia como ponto de partida para contar a história de Simão. O tom fantástico, no entanto, fica limitado ao universo ficcional criado: o que se discute, de fato, são questões caras ao ser humano — como a alteridade, emoções e descobertas. A história parece se desenvolver na mesma linha de Alice no país das maravilhas (1865), o clássico de Lewis Carroll que ocupa o imaginário popular há mais de um século.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Últimas edições

Publicidade

Publicidade