Cartas da juventude

O fatídico ano de 1968 — e todos seus desdobramentos — é lembrado recorrentemente em variadas formas de expressões artísticas
Cartas da juventude
Org.: Assis Lima
Confraria do Vento
400 págs.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
01/07/2021

O fatídico ano de 1968 — e todos seus desdobramentos — é lembrado recorrentemente em variadas formas de expressões artísticas. Nesta coletânea, cartas trocadas por amigos daquela época remontam com clareza um momento decisivo para os rumos do Brasil, no qual a juventude se viu obrigada a reagir às manobras dos poderosos. Hoje, em tempos instáveis para a democracia, os registros de outrora parecem ganhar ainda mais importância.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Últimas edições

Publicidade

Publicidade