Atrás do baú de guardados

Da São Luís do século 19 aos nossos dias, as histórias resgatam personalidades históricas, passeiam por locais conhecidos
Atrás do baú de guardados
Lenita Estrela de Sá
Penalux
114 págs.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
30/03/2020

“Somos colonizadores de nós mesmos”, registra o escritor Itamar Vieira Júnior na orelha deste livro de contos, referindo-se à natureza do povo do Maranhão, palco destas 11 narrativas. Da São Luís do século 19 aos nossos dias, as histórias resgatam personalidades históricas, passeiam por locais conhecidos — Cais da Sagração, Ponta da Areia, Rua do Giz — e se debruçam sobre personagens dos mais variados estratos sociais — latifundiários, moradores de ruas, presidiários e mulheres da alta sociedade.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade