🔓 A cabeça do pai

Em seu primeiro livro de ficção, a professora e historiadora Denise Sant’Anna parte do fato de que o pai da narradora, idoso e exausto de cuidar da esposa com Alzheimer
A cabeça do pai
Denise Sant’Anna
Todavia
128 págs.
01/01/2024

Em seu primeiro livro de ficção, a professora e historiadora Denise Sant’Anna parte do fato de que o pai da narradora, idoso e exausto de cuidar da esposa com Alzheimer, sofre um AVC hemorrágico. O trágico episódio abre uma janela para a memória afetiva, descortinando uma teia de relações familiares e sociais acerca da consciência da morte — embora nem tudo seja assombrado pela presença dela. A descoberta do sexo, o nascimento de amizades e a relação madura que constituímos com nossos pais quando envelhecemos também aparecem no livro. A narradora parece acreditar que por detrás de nossa fragilidade há uma potência quase infinita: a capacidade que temos de contar a nossa própria história e a daqueles que nos deixaram. Outro ponto alto do romance é a linguagem empreendida pela autora: uma mistura de relato pessoal, memorialismo e ficção. O livro foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura em 2023.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Rascunho