Segundo encontro da série “Diálogos Imprevisíveis” discute solidão

Na próxima terça (24), o educador português José Pacheco e o ficcionista cearense Sidney Rocha falam sobre o desmaio coletivo provocado pela atual pandemia
O romancista e contista Sidney Rocha, autor de “O destino das metáforas”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram

(20/11/20)

O segundo encontro online da série “Diálogos Imprevisíveis” vai reunir o educador português José Pacheco e o ficcionista cearense Sidney Rocha para discutir o tema “Solidão”. O evento acontece na próxima terça-feira (24), às 19h, com transmissão ao vivo pelo Zoom. O projeto, idealizado pelo escritor José Castello e pelo músico e mediador de leitura Flávio Stein, é realizado pelo Instituto Estação das Letras.

O isolamento em que vivemos desde o início de 2020 tomou a cara de um vírus mortal. Sem possibilidade de negá-lo, os seres humanos têm mostrado a necessidade uns dos outros. Como acordar desse grande desmaio coletivo e voltar a si? Essa é uma das perguntas que serão colocadas no encontro virtual, com mediação de Castello e Stein.

José Pacheco é educador e pedagogo. Nasceu na cidade do Porto, em Portugal. É um crítico do sistema atual de ensino. Para ele, a aula tradicional é um meio obsoleto de reprodução de conteúdos que deixa a desejar naquilo que é o mais importante objetivo da educação: a humanização do indivíduo.

Sidney Rocha nasceu em Juazeiro do Norte, no Ceará. É escritor, contista, romancista e poeta. Tem vários livros publicados e foi o vencedor do Prêmio Jabuti, em 2012, na categoria contos e crônicas com O destino das metáforas. Neste ano, ele teve sua trajetória homenageada pelo Prêmio Literário Guerra Junqueiro, em reverência aos escritores que têm o português como língua oficial.

A série — que reuniu no início de novembro o ficcionista Joca Reiners Terron e o físico e astrônomo Marcelo Gleiser para falar sobre o tema “Contaminação” — pretende fugir da miudeza de discussões mais recorrentes, principalmente sobre política, e que ditam os debates no mundo contemporâneo.

A cada encontro, duas personalidades com pontos de vistas pessoais promovem reflexões que fujam de respostas prontas, clichês ou grandes conclusões. “A ideia é produzir interrogações, dúvidas, instabilidades, que nos agitem e nos despertem”, complementa Stein.

Os filósofos Viviane Mosé e Ailton Krenak finalizam a primeira edição de “Diálogos Imprevisíveis”, no dia 14 de dezembro, falando sobre o tema “Velocidade” e a ousadia de desacelerar no mundo tão rápido.

As inscrição para cada encontro custa R$ 25. Mais informações no site da Estação das Letras.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade

Leia também

Rascunho

Curitiba - PR

Entre os selecionados, há sete brasileiros: Julián Fuks, Maria Valéria Rezende, Julia de Souza, Veronica Stigger, Itamar Vieira Junior, Tiago D. Oliveira e José Rezende Jr.
Gisele Eberspächer

Curitiba - PR

Autora do primeiro livro escrito em árabe a vencer o The International Booker Prize, Jokha Alharthi acredita na potência transformadora da boa literatura
Rascunho

Curitiba - PR

Em texto, senador chama de “nefasta” a cobrança de tributação de 12% sobre os livros proposta pelo governo federal na reforma tributária
Rascunho

Curitiba - PR

Caê Guimarães e Tônio Caetano, ganhadores nas categorias Romance e Conto,
participam de live nesta terça-feira (24), com transmissão pelo YouTube e Facebook