Português Vítor Aguiar e Silva vence prêmio Camões

Escritor se dedica à pesquisa da literatura portuguesa dos séculos 16 e 17 e é voz ativa contra o acordo ortográfico de 2009
O escritor português Vítor Aguiar e Silva levou o prêmio de 100 mil euros
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram

(27/10/20)

O escritor português Vítor Aguiar e Silva foi o vencedor de 2020 do prêmio Camões. Ele é pesquisador da literatura portuguesa dos séculos 16 e 17, bem como da obra de Luís de Camões e das metodologias literárias.

O pesquisador de 81 anos foi um dos fundadores do Instituto Camões, voltado à promoção da língua portuguesa no exterior. A Leya editou no Brasil seu último livro, Dicionário de Luís de Camões.

Aguiar e Silva é uma voz ativa contra o acordo ortográfico de 2009, que buscou aproximar a escrita do português em países lusófonos.

“A atribuição do Prêmio Camões a Vítor Aguiar e Silva reconhece a importância transversal da sua obra ensaística, e o seu papel ativo relativamente às questões da política da língua portuguesa e ao cânone das literaturas de língua portuguesa”, explica ata do prêmio.

O vencedor do Camões ganha 100 mil euros, valor dividido entre os governos do Brasil e de Portugal. Criado em 1988, o Prêmio elege a cada ano, pelo conjunto da obra, um escritor de países onde o português é a língua oficial. É considerado o principal prêmio literário da língua portuguesa no mundo.

O júri deste ano foi composto pelos brasileiros Antonio Cícero e Antonio Carlos Hohlfeldt, os portugueses Clara Rowland e Carlos Mendes de Sousa e, representando a África lusófona, Tony Tcheka e Nataniel Ngomane.

No ano passado, o vencedor foi o escritor e compositor Chico Buarque. Outros brasileiros que ganharam o prêmio foram Raduan Nassar, Lygia Fagundes Telles, Ferreira Gullar, Rubem Fonseca e Dalton Trevisan.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade

Leia também

Rafael Cardoso

Berlim – Alemanha

Engajado nas lutas políticas dos Estados Unidos, escritor foi também um ficcionista que assumiu a imperfeição como característica humana incontornável
Carolina Vigna

São Paulo - SP

Ser e viver sozinho não é para qualquer um. E tampouco são sinônimos
Rascunho

Curitiba - PR

Com capa dura, título conta com organização e prefácio do poeta Eucanaã Ferraz, além de posfácio de Otto Lara Resende, publicado originalmente em 1967
Rascunho

Curitiba - PR

Segunda edição do concurso vai premiar projeto inédito de livro-reportagem com R$ 15 mil e contrato para publicação da obra