O ano de formação de Fabio Massari

Em “84: o álbum inglês”, seu sexto livro, o jornalista musical relembra os meses em que passou na Inglaterra — e os shows que viu por lá
Fabio Massari, autor de “84: o álbum inglês”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
26/05/2021

Referência do jornalismo sobre rock no Brasil, Fabio Massari está lançando seu sexto livro. 84: o álbum inglês é uma mescla de guia de viagem, álbum de fotografias (e memorabilia), memórias, resenhas de shows/discos e crônicas musicais.

Em 1984, aos 19 anos, Massari partiu para uma temporada em solo inglês. Seu destino foi Bournemouth, uma cidade a 170 quilômetros de Londres, famosa por receber estudantes de todo o mundo em busca de escolas de inglês para estrangeiros.

A trip foi logo depois de ele largar a engenharia, mas antes de iniciar a graduação em comunicação social — um intermezzo fundamental na decisão do caminho a seguir. O que o leitor vai encontrar em 84, portanto, é a pré-história do profissional.

Durante esse intercâmbio, o principal “aprendizado” ocorreu bem longe da sala de aula: dos pubs aos clubes underground, dos palcos mitológicos (Hammersmith Odeon) aos grandes estádios (Wembley), uma vivência rica e que provocou efeitos duradouros. Sete meses que nunca saíram da sua lembrança.

Aproveitando a agenda musical da sua cidade-base, mas também se deslocando para outras localidades — Liverpool, Southampton, Poole e Londres, claro —, Massari fez uma imersão no cenário britânico (e mundial, afinal todas as turnês passavam por lá).

Entre revelações e medalhões, uma lista robusta e deliciosa: Indians in Moscow, Divine, Dead or Alive, David Gilmour, Motörhead, Jethro Tull, Dio, Simple Minds, The Psychedelic Furs, Elton John, Kool & The Gang, Big Country, Bob Dylan, Santana, Roger Waters, Ozzy Osbourne, AC/DC, Accept, Gary Moore, Ultravox, OMD, Iron Maiden e muitos outros.

Misturando memória e colecionismo, o Reverendo, como Massari ficou conhecido na cena musical, relembra todos esses shows, compartilhando com o leitor os ingressos, os programas das turnês, as fotos e as camisetas que guardou até hoje.

O álbum inglês ainda inclui listas de discos, filmes e livros, que ajudam a compor o quadro cultural desse ano inesquecível. Além dos recortes de revistas, jornais e informativos que Massari guardou, uma boa dose de pesquisa também foi necessária para finalmente colocar essas memórias no papel. Um zine construído 37 anos depois.

Fabio Massari nasceu em São Paulo, em 1964. Radialista de formação (FAAP, 1989), teve longas passagens pela rádio 89 FM (na qual ingressou em 1987, apresentou o programa Rock Report e foi coordenador artístico) e pela MTV Brasil (onde atuou de 1991 a 2003 e apresentou programas como Lado B, Clássicos MTV, Mondo Massari e Jornal da MTV).

Colaborador de jornais e revistas, também passou por IG, Yahoo Br e Oi FM (com o programa ETC.). Como autor, publicou Rumo à estação Islândia (Conrad Editora, 2001) e Mondo Massari — Entrevistas, resenhas, divagações e etc. (Edições Ideal, 2013), dentre outros títulos.

Com o ilustrador Luciano Thomé lançou a HQ Malcolm (Edições Ideal, 2014). Organizou o livro Zappa – Detritos Cósmicos (Conrad Editora, 2007) e a coletânea de entrevistas de V. Vale, Alguém Come Centopeias Gigantes? (Edições Ideal 2015). 84 é o seu sexto livro.

84: o álbum inglês
Fabio Massari
Mondo Massari Produções e Terreno Estranho
178 págs.
Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Últimas edições

Publicidade

Publicidade

Rascunho