🔓 Maria Bethânia estreia programa de rádio dedicado a textos literários

“Tabuleiro” será veiculado na Rádio Batuta, do IMS; primeiro programa terá textos de Clarice Lispector e músicas de Billie Holiday e Alberta Hunter
A cantora Maria Bethânia, que comanda o programa “Tabuleiro”, na Rádio Batuta
14/10/2021

A cantora Maria Bethânia estreia em novembro o programa “Tabuleiro”, que será veiculado na Batuta, rádio de internet do Instituto Moreira Salles (IMS). A série, composta por 6 episódios, estabelece diálogos entre a música e a literatura.

Esta é a primeira vez que a artista baiana apresenta um programa de rádio. O primeiro programa vai ao ar no dia 4 de novembro, e os demais serão lançados uma vez por semana, toda quinta-feira, até 9 de dezembro. O programa poderá ser acessado exclusivamente no site da rádio, onde ficará disponível de forma gratuita e permanente.

Textos escolhidos
Na série, Bethânia lê textos literários escolhidos pelo poeta Eucanaã Ferraz, consultor de literatura do IMS. A leitura é intercalada por músicas, de diversos compositores, selecionadas pela cantora. Todos os episódios são temáticos.

A respeito da concepção do projeto, Bethânia diz que “foi uma experiência deliciosa”. “Pude trabalhar com o repertório da música brasileira, que é deslumbrante, e com poetas e escritores. Foi muito prazeroso.”

O episódio de estreia será centrado na produção de Clarice Lispector. Bethânia lê trechos de romances e crônicas da escritora, de quem é notória admiradora. Em paralelo, são reproduzidas canções de representantes da música negra norte-americana, como Billie Holiday, Alberta Hunter e Mahalia Jackson.

“Escolhi as músicas nas interpretações em que eu as ouvi pela primeira vez, quando me apaixonei pelo blues, pelas vozes negras americanas”, explica. Bethânia dedica o programa ao seu irmão Caetano Veloso, que a apresentou à obra de Clarice. Este episódio dialoga com a exposição dedicada a Clarice Lispector, que inaugura no dia 23 de outubro, no IMS Paulista.

Rascunho

O Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Rascunho