Livros explicam a origem e influência atual do Tradicionalismo

“Contra o mundo moderno” e “Guerra pela eternidade” revelam como o pensamento radical do francês René Guénon reverbera na extrema direita hoje
Mark Sedgwick, autor de “Contra o mundo moderno — o Tradicionalismo e a história intelectual secreta do século XX”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram

(20/11/20)

O Tradicionalismo é tema de dois novos livros que chegam agora ao mercado. Contra o mundo moderno — o Tradicionalismo e a história intelectual secreta do século XX, do historiador Mark Sedgwick, traz um estudo sistemático, iniciado em 1996, no qual o autor divide com o leitor suas descobertas e questionamentos sobre o assunto.

O livro também pode ser lido como uma biografia do francês René Guénon, o principal nome desse movimento, e de outros que seguiram sua linha de pensamento. Guénon rejeitou a modernidade, considerada por ele uma era de trevas, e buscou reconstruir a Filosofia Perene — as verdades religiosas centrais por trás de todas as grandes religiões —, baseando-se sobretudo em sua leitura dos textos religiosos hindus.

Abrangendo uma série de grupos religiosos no Ocidente e no mundo islâmico, vários deles secretos, e, por vezes, muito influentes, o Tradicionalismo teve impacto na política partidária e em movimentos radicais na Europa, bem como no desenvolvimento da disciplina dos estudos religiosos nos Estados Unidos.

Guerra pela eternidade — O retorno do Tradicionalismo e a ascensão da direita populista, de Benjamin R. Teitelbaum, descreve como o Tradicionalismo reverbera hoje na política de vários países. A obra expõe o pensamento do movimento tradicionalista, uma das facetas mais conservadoras da extrema direita mundial, por meio de uma série de entrevistas com seguidores da doutrina, como Steve Bannon, Olavo de Carvalho e Alexandr Dugin.

Teitelbaum é etnógrafo, doutor pela Universidade de Brown e professor de Etnomusicologia e de Relações Internacionais na Universidade do Colorado. Ele realizou as entrevistas entre 2018 e 2019, lançando o livro no começo de 2020. O livro se tornou best-seller nos Estados Unidos.

A obra traça conexões entre os adeptos do Tradicionalismo, a fim de revelar como esse pensamento tem influenciado a política de diversos países, dando destaque aos EUA, Brasil e Rússia.

Além disso, apresenta os fundamentos desse movimento: o desprezo pela modernidade (que pode ser representada tanto pela China, segundo Bannon, quanto pelos EUA, segundo Dugin), a busca por uma religiosidade que teria se perdido ao dar espaço para a liberdade de expressão, a rejeição à democracia secular e à igualdade econômica.

Tradicionalistas acreditam em hierarquia e, portanto, recusam a homogeneidade das sociedades de massa e a busca pela igualdade social. Acreditam na necessidade de retroceder ao mundo anterior à modernidade e de retomar valores que se teriam perdido, como a superioridade do norte em relação ao sul, dos homens sobre as mulheres, dos brancos sobre os negros.

Contra o mundo moderno — o Tradicionalismo e a história intelectual secreta do século XX
Mark Sedgwick
Trad.: Diogo Rosas G.
Âyiné
680 págs.
Guerra pela eternidade — O retorno do Tradicionalismo e a ascensão da direita populista
Benjamin R. Teitelbaum
Trad.: Cynthia Costa
Editora da Unicamp
288 págs.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade

Leia também

Rascunho

Curitiba - PR

Entre os selecionados, há sete brasileiros: Julián Fuks, Maria Valéria Rezende, Julia de Souza, Veronica Stigger, Itamar Vieira Junior, Tiago D. Oliveira e José Rezende Jr.
Gisele Eberspächer

Curitiba - PR

Autora do primeiro livro escrito em árabe a vencer o The International Booker Prize, Jokha Alharthi acredita na potência transformadora da boa literatura
Rascunho

Curitiba - PR

Em texto, senador chama de “nefasta” a cobrança de tributação de 12% sobre os livros proposta pelo governo federal na reforma tributária
Rascunho

Curitiba - PR

Caê Guimarães e Tônio Caetano, ganhadores nas categorias Romance e Conto,
participam de live nesta terça-feira (24), com transmissão pelo YouTube e Facebook