Crítica social e nonsense compõem livro infantil de Estevão Azevedo

Em “O dia em que meu prédio deu no pé”, um avô conta para a neta — por meio de carta — as andanças de um edifício de cinco andares
Estevão Azevedo, autor de “O dia em que meu prédio deu no pé”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
23/07/2021

No livro infantil O dia em que meu prédio deu no pé, recomendado para crianças a partir de 4 anos, Estevão Azevedo mistura crítica social e humor nonsense ao contar uma história sobre a debandada dos edifícios.

Por meio de carta, um avô conta à neta o episódio fatídico: quando ele era pequeno, um prédio de cinco andares se libertou de suas vigas e saiu andando por aí. A partir desse acontecimento, o autor constrói uma história que, apesar de cômica, guarda algumas críticas sociais.

A coisa fica feia quando o Museu Nacional, a Igreja do Bonfim e o Teatro do Amazonas também decidem ir embora. E imagine só o que aconteceria se um condomínio de luxo resolvesse partir?

“Neste livro, não são as pessoas que desistem do Brasil, é a própria civilização, representada pelo prédio, um símbolo da modernidade”, reflete o autor, cuja obra é ilustrada pelo paranaense Rômolo D’Hipólito.

Mestre em Literatura pela USP e editor, Estevão Azevedo é autor de Nunca o nome do menino (2008), O corpo erótico das palavras (2019) e Tempo de espalhar pedras (2014), eleito Livro do Ano pelo Prêmio São Paulo de Literatura. Seu livro infantil, O dia em que meu prédio deu no pé, nasceu a partir de uma exclamação de sua filha: “Papai, os prédios fugiram do Brasil!”.

O dia em que meu prédio deu no pé
Estevão Azevedo
Ilustrações: Rômolo D’Hipólito
Companhia das Letrinhas
40 págs.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Últimas edições

Publicidade

Publicidade