Antonio Geraldo Figueiredo Ferreira publica novo romance

Em mais de mil páginas, “siameses” acompanha uma conversa entre os amigos Osmar e Procópio, em uma narrativa de “fôlego enciclopédico”, segundo o autor
Antonio Geraldo Figueiredo Ferreira, autor de “siameses”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
06/05/2021

Após hiato de quase uma década, Antonio Geraldo Figueiredo Ferreira volta ao romance com siameses. A obra, de 1320 páginas, foi lançada pela Kotter e contemplada pelo projeto Rumos 2015-2016, do Itaú Cultural.

Em uma narrativa de “fôlego enciclopédico”, segundo definição do próprio autor, a trama — ambientada em 2005, com flashbacks que remontam o Brasil dos anos 1980 — acompanha uma conversa entre os amigos Osmar e Procópio.

Mantendo o estilo fragmentado e experimental que iniciou com as visitas que hoje estamos (2012), Ferreira usa o pretexto de uma simples conversa para visitar inúmeros assuntos, jogando sempre com pares de opostos (amor e ódio, loucura e sanidade, assim por diante).

Além das narrativas de fôlego, o paulista de Mococa lançou os livros de poemas eu, morto (2020) e peixe e míngua (2003) e o infantil O amor pega feito um bocejo (2014).

siameses
Antonio Geraldo Figueiredo Ferreira
Kotter
1320 págs.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade