“Anticrônicas” de Victor Heringer ganham edição

“Vida desinteressante”, organizado por Carlos Henrique Schroeder, traz 70 textos que combinam literatura, filosofia, poesia e política; o lançamento é da Companhia das Letras
Victor Heringer, autor de “Vida desinteressante”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
09/09/2021

O livro Vida desinteressante, em pré-venda pela Companhia das Letras, reúne 70 textos de Victor Heringer (1988-2018). Organizada por Carlos Henrique Schroeder, a obra traz o material publicado pelo escritor carioca na coluna “Milímetros”, da Revista Pessoa, entre fevereiro de 2014 e maio de 2017.

Os textos, construídos por meio do diálogo entre literatura, política, filosofia e poesia, abordam os assuntos mais variados. Por não se enquadrarem em um gênero bem delimitado, Schroeder definiu-os, na apresentação do conjunto, como “anticrônicas” — o que parece conversar bem com a inquietude criativa de Heringer, uma das jovens vozes mais festejadas da literatura brasileira do século 21.

A “vida desinteressante” que dá nome ao volume se refere ao diário que o escritor mantinha. Além de trechos bem pessoais, o livro apresenta as referências literárias do autor, conta um pouco de seu deslocamento do Rio de Janeiro para São Paulo e dá uma amostra de um Brasil à beira do colapso.

Victor Heringer nasceu no Rio de Janeiro (RJ), em 1988. Publicou os livros Automatógrafo (2011), O amor dos homens avulsos (2016) e Glória (2012), pelo qual foi um dos premiados no Jabuti. Morreu aos 29 anos, em 2018.

Vida desinteressante
Victor Heringer
Companhia das Letras
264 págs.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Últimas edições

Publicidade

Publicidade