Identidade no mundo

Luisa Geisler: "A leitura por si só é imprescindível. Uma leitura descartável são as tretas no Twitter"
Luisa Geisler, autora de “Enfim, capivaras”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
30/03/2020
Exclusivo para assinantes

Escolha um plano de assinatura e aproveite todo nosso conteúdo.
R$ 7,90 (digital) e R$ 12,90 (digital + impresso).

Clique aqui para assinar

JÁ É ASSINANTE?

Entrar

Enfim, capivaras
Luisa Geisler
Seguinte
176 págs.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade

Leia também

Rascunho

Curitiba - PR

Texto faz parte da série “Overlooked no more”, sobre pessoas notáveis cujas mortes, a partir de 1851, não foram relatadas no jornal
Rascunho

Curitiba - PR

Fundador da Microsoft sugere “cinco bons livros para um ano péssimo”; entre os títulos, obras sobre o racismo e a Segunda Guerra Mundial
João Melo

Luanda - Angola

Os portugueses precisam de despir-se do complexo de superioridade derivado da convicção de que, supostamente, são os “donos” da nossa língua comum
Rascunho

Curitiba - PR

“Escrever de ouvido: Clarice Lispector e os romances de escuta”, da brasileira Marília Librandi, já teve edição em inglês e será publicado agora no Brasil pela Relicário