Vento triste

"Autobiografia da minha mãe", de Jamaica Kincaid, é desprovido de enredo e falha ao tentar transformar críticas sociais em matéria ficcional
Jamaica Kincaid, autora de “A autobiografia da minha mãe”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
02/06/2021
Exclusivo para assinantes

Escolha um plano de assinatura e aproveite todo nosso conteúdo.
R$ 7,90 (digital), R$ 12,90 (digital + impresso) e R$ 139,90 (digital + impresso anual).

Clique AQUI para assinar

JÁ É ASSINANTE?

Entrar

A autobiografia da minha mãe
Jamaica Kincaid
Trad.: Débora Landsberg
Alfaguara
137 págs.
Jamaica Kincaid
Nasceu em São João, capital de Antígua e Barbuda, em 1949. É professora universitária em Harvard e romancista, tendo recebido diversos prêmios literários, como o Prix Feminina e o PEN/Faulkner.

Marcos Alvito

Professor alforriado da universidade, dedica-se a oferecer cursos livres de literatura e ao Urucuia, podcast voltado para ajudar a ler Grande sertão: veredas, sua paixão maior.

Publicidade