Uma banana à literatura

O romance "Pilatos", de Carlos Heitor Cony, é um dos grandes momentos da ficção brasileira contemporânea e ganha reedição em tempos obscuros
Carlos Heitor Cony, autor de Pilatos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
30/06/2020
Exclusivo para assinantes

Escolha um plano de assinatura e aproveite todo nosso conteúdo.
R$ 7,90 (digital) e R$ 12,90 (digital + impresso).

Clique aqui para assinar

JÁ É ASSINANTE?

Entrar

Pilatos
Carlos Heitor Cony
Nova Fronteira
246 págs
Carlos Heitor Cony
Nasceu no Rio de Janeiro (RJ), em 1926. Escritor e jornalista, publicou os romances O ventre (1958), Pilatos (1974), Quase memória (1995) e A morte e a vida (2007), entre outros. Morreu na capital fluminense, em 2018.

Luiz Paulo Faccioli

É escritor. Autor de Trocando em miúdos, Estudos das teclas pretas, entre outros.

Publicidade

Leia também

Marcos Hidemi de Lima

Pato Branco - PR

Em "A obscena senhora D", autora mistura gêneros literários para dar voz a uma protagonista marcada pela tensão entre sacralidade e sexualidade
Carlos Alberto Gianotti

Porto Alegre - RS

A partir de ideias de Schelling, George Steiner elabora um ensaio para refletir sobre o véu de pesar que envolve a intelectualidade humana
André Luiz Pinto

Leia os poemas "Cabra", "Luneta" e "Nada mais terrível que criança"
Gabriel Amaral

Leia os poemas "A emoção do palco", "Casa de Jorge Amado" e "A descoberta da escrita"