A persistência da memória

Nos ensaios de seu livro mais recente, Regina Dalcastagnè analisa a produção literária brasileira com olhar sensível e dicção combativa
Regina Dalcastagne, autora de “O prego e o rinoceronte: resistências na literatura brasileira”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
01/09/2021
Exclusivo para assinantes

Escolha um plano de assinatura e aproveite todo nosso conteúdo.
R$ 7,90 (digital), R$ 12,90 (digital + impresso) e R$ 139,90 (digital + impresso anual).

Clique AQUI para assinar

JÁ É ASSINANTE?

Entrar

O prego e o rinoceronte: resistências na literatura brasileira
Regina Dalcastagnè
Zouk
236 págs.
Regina Dalcastagnè
Nasceu em Ilhota (SC), em 1967. É professora de Literatura Brasileira na Universidade de Brasília e coordenadora do Grupo de Estudos em Literatura Brasileira Contemporânea. Literatura e periferias (com Lucía Tennina, 2019), Literatura brasileira contemporânea: um território contestado (2012) e O espaço da dor: o regime de 64 no romance brasileiro (1996) são alguns de seus livros.

Marcos Pasche

É crítico literário.

Últimas edições

Publicidade

Publicidade