O bueiro como rota de fuga

Crônicas de Fania Benchimol levam Alice, de Lewis Carroll, para as ruas do Rio de Janeiro
Fania Szydlow Benchimol, autora de “Alice 2013 – Um Rio que ficou em nossas vidas”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Exclusivo para assinantes

Escolha um plano de assinatura e aproveite todo nosso conteúdo.
R$ 7,90 (digital) e R$ 12,90 (digital + impresso).

Clique aqui para assinar

JÁ É ASSINANTE?

Entrar

Alice 2013 – Um Rio que ficou em nossas vidas
Fania Szydlow Benchimol
Ilustrações: Walter Goldfarb
Escrita Fina
128 págs.
Fania Szydlow Benchimol
Nasceu em 1962, no Rio de Janeiro (RJ). É psicóloga e nutricionista. Aos 50 anos publicou seu primeiro livro, O sofá laranja (Tinta Negra, 2013), um romance epistolar. Vive no Rio de Janeiro.

Vivian Schlesinger

Escritora, tradutora e mediadora de debates literários. Autora do livro de poemas Papaya na madrugada.

Leia também

Marcelo Moutinho

Rio de Janeiro - RJ

Quando uma solidão encontra a outra, e há afeição, a morte começa a parecer algo distante
Rascunho

Curitiba - PR

Semifinalista do Prêmio Oceanos em 2019, autor narra um dia na vida de um tradutor à beira do desespero desde a partida de sua noiva
Rascunho

Curitiba - PR

“Os filhos de Hitler”, do jornalista Gerald Posner, apresenta uma visão da vida privada e das ações públicas daqueles que trabalharam para o Terceiro Reich
Rascunho

Curitiba - PR

“Viva la vida”, escrita pela espanhola Carmen Domingos, traz a trajetória da pintora mexicana em dez episódios em português