nossa américa, nosso tempo

João Cezar de Castro Rocha

Rio de Janeiro - RJ

A guerra cultural voltará com força total, assim como novas tentativas golpistas: não há alternativa ao bolsonarismo dado o fracasso do governo Bolsonaro
João Cezar de Castro Rocha

Rio de Janeiro - RJ

Nesse horizonte não há espaço para a aniquilação do adversário, não se deseja apagar ou varrer o outro do mapa, disputa-se, apenas, a hegemonia cultural
João Cezar de Castro Rocha

Rio de Janeiro - RJ

Desejo resgatar uma polêmica fundamental acerca da relevância dos meios modernos de comunicação na produção e difusão da cultura
João Cezar de Castro Rocha

Rio de Janeiro - RJ

Assim como pessoas e correntes críticas, ideias e teorias viajam — de pessoa a pessoa, de contexto a contexto, de uma época para outra
João Cezar de Castro Rocha

Rio de Janeiro - RJ

“1964 — O Brasil entre armas e livros” ajuda a decifrar a esfinge que ameaça a inteligência de muitos: o caráter bélico do governo Bolsonaro
João Cezar de Castro Rocha

Rio de Janeiro - RJ

Olavismo e bolsonarismo estão abraçados em busca da hegemonia de um pensamento rasteiro e violento
João Cezar de Castro Rocha

Rio de Janeiro - RJ

Petra Costa é muito honesta no esclarecimento de sua perspectiva: ela pertence ao campo da esquerda democrática e considera o impeachment um golpe
João Cezar de Castro Rocha

Rio de Janeiro - RJ

Ascensão do conservadorismo nas últimas décadas paralisou a esquerda, incapaz de entender a importância de uma juventude de direita
João Cezar de Castro Rocha

Rio de Janeiro - RJ

O capital político de Josef Stálin evaporou-se com uma rapidez que nem mesmo seus inimigos poderiam ter antecipado
João Cezar de Castro Rocha

Rio de Janeiro - RJ

Você retorna a uma cena do funeral de Joseph Stálin: há algo que a inquieta na multidão