Ensaios e Resenhas

Hollywood_nazismo_ilustra_1_Matheus_Vigliar_205

Hollywood e o nazismo

Por JACQUES FUX

Como a estética nazista ainda fascina e influencia produções televisivas, cinematográficas e publicitárias

Photograph of Harriet Beecher Stowe. Credit: "Harriet Beecher Stowe." The African-American Experience in Ohio, 1850-1920, American Memory collections, Library of Congress.

A barbárie na berlinda

Por LÍVIA INÁCIO

Fenômeno de vendas no século 19, “A cabana do Pai Tomás” foi crucial para escancarar as atrocidades da escravidão negra

Gyorgy_Lukács_1_205

Defesa do realismo

Por RAFAEL ZACCA

Em “Marx e Engels como historiadores da literatura”, György Lukács ataca o formalismo das vanguardas

Daniel Galera, autor de Meia-noite e vinte

Geração transformada

Por GISELE BARÃO

“Meia-noite e vinte”, de Daniel Galera, é um retrato das relações atravessadas pela tecnologia e pelo pessimismo

Mircea_Eliade_205

Tempos em mutação

Por Daniel Falkemback

Em sua ficção, Mircea Eliade nos insere num mundo em que o irracional e o racional se confundem

Mario_Rodrigues_205

Violência banalizada

Por RODRIGO CASARIN

Estrutura extremamente previsível em todos os contos transforma “Receita para se fazer um monstro”, de Mário Rodrigues, em leitura cansativa

graciliano-ramos-05

Ambiguidades do velho Graça

Por Marcos Hidemi de Lima

Livro mostra como Graciliano Ramos escreveu para o periódico Cultura Política sem se deixar cooptar pela ideologia do Estado Novo

Rafael_Cardoso_foto_4_205

Herdeiro do silêncio

Por CLAUDIA NINA

Em “O remanescente”, Rafael Cardoso revira “a terra escura do passado” de sua família e de um período histórico de horror

Alex Tomé, autor de Eu contra o sol

Por um sentido

Por CLAYTON DE SOUZA

A falta de rumo da vida moderna é o centro de “Eu contra o sol”, romance de estreia de Alex Tomé

Dyonelio Machado, autor de Os ratos

A perversão do homem

Por RODRIGO GURGEL

“Os ratos”, de Dyonélio Machado, é perfeito no estilo conciso, na elaboração psicológica do protagonista e na organização da estrutura narrativa

Javier Arancibia Contreras, autor de Soy loco por ti, América

Realidade escarrada

Por Jonatan Silva

Javier Arancibia Contreras faz de “Soy loco por ti”, América um manual de sobrevivência ao autoritarismo

Ilustração: Dê Almeida

Por que criar?

Por CEZAR TRIDAPALLI

O desejo de tentar dar mais potência à vida nos leva a criar coisas, materiais e imateriais