Romance de Enzo Maqueira põe em xeque a obsessão pela felicidade

“Faça-se você mesmo”, lançado pela Pontoedita, traz um protagonista sem nome que, em busca de se sentir completo, cai em alguns abismos
Enzo Maqueira, autor de “Faça-se você mesmo”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
01/09/2021

O romance Faça-se você mesmo, lançado pela Pontoedita, marca a estreia do argentino Enzo Maqueira no Brasil. Já no título, que ironiza a fórmula do it yourself norte-americana, há um vislumbre do teor da narrativa.

No livro, um personagem sem nome acredita que, ao alcançar seus objetivos artísticos, será feliz. Para isso, abandona Buenos Aires e parte para o vilarejo fictício de San Benito, na Patagônia, onde costumava se hospedar com seus avós.

Os parentes já estão mortos, no entanto, e os amigos da infância não estão mais por lá. Nesse clima melancólico, o protagonista acaba paralisado por suas próprias perspectivas acerca do futuro. Restam-lhe a procrastinação e uma insatisfação latente.

A partir dessa base, a história apresenta um vizinho que é parecido com o Freddie Mercury, finado vocalista da banda Queen, e acena para alguns cineastas cultuados, como Fellini e Godard, em um clima de tensão e desalento.

Enzo Maqueira nasceu em Buenos Aires, na Argentina, em 1977. É escritor e jornalista, com textos publicados no jornal Clarín e na revista Vice, entre outros veículos. Para promover o romance do portenho no Brasil, a Pontoedita preparou este vídeo com o autor.

Faça-se você mesmo
Enzo Maqueira
Trad.: Mauricio Tamboni
Pontoedita
144 págs.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Últimas edições

Publicidade

Publicidade