Miséria e esperança se combinam no novo romance de Claudia Nina

Ambientado no sertão, “Benedita” acompanha a personagem-título em uma dura jornada para tentar escapar da miséria; livro está em pré-venda pela Dialogar
Claudia Nina, autora de “Benedita”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
24/09/2021

No romance Benedita, em pré-venda pela Dialogar, a cronista do Rascunho Claudia Nina narra a dura jornada da personagem-título em busca de uma vida longe da fome e da falta de perspectivas.

De acordo com Godofredo de Oliveira Neto, que assina o texto de orelha, o livro traz uma “renovada força dramática”. “Ela deixa a paisagem aquática do romance de 2014 [Paisagem de porcelana] e penetra em um árido povoado não identificado do Nordeste, onde mora a protagonista e sua família miserável e faminta”, resume o autor catarinense.

Para escapar desse cenário, no entanto, Benedita terá de lidar com muitas perdas, guiada pela esperança de levar sua mãe para longe do sofrimento. A linguagem da obra, enxuta, não deixa espaço para a romantização das dificuldades.

Claudia Nina é doutora em Letras pela Universidade de Utrecht, da Holanda — país no qual seu romance anterior, Paisagem de porcelana, é ambientado. Publicou o didático Palavras ao mar: história da língua portuguesa para crianças (2021), o infantil A coruja e o mondrongo (2021) e os contos de Vou te contar (2014), entre outros livros.

Benedita
Claudia Nina
Dialogar
122 págs.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Últimas edições

Publicidade

Publicidade