Três corações pensantes

A poesia de Leila Danziger, Adriana Lisboa e Maria Lúcia Dal Farra é uma sutil mas renitente inadequação
Ilustração: Tereza Yamashita
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Exclusivo para assinantes

Escolha um plano de assinatura e aproveite todo nosso conteúdo.
R$ 7,90 (digital) e R$ 12,90 (digital + impresso).

Clique aqui para assinar

JÁ É ASSINANTE?

Entrar

Pequena música
Adriana Lisboa
Iluminuras
Pequena música
Adriana Lisboa
Iluminuras
Terceto para o fim dos tempos
Maria Lúcia Dal Farra
Iluminuras
128 págs.
Leila Danziger
Nasceu em 1962 no Rio de Janeiro (RJ). Doutora em história da arte pela PUC-RJ, com pós-doutorado pela Bezalel Academy of Arts and Design Jerusalem. Possui mais de cinquenta participações em mostras de arte visual (individuais e coletivas) no Brasil e no exterior. Já viveu na França, na Alemanha e em Tel Aviv. É autora de dois livros de poesia: três ensaios de fala (2012) e Ano novo (2017).

Mariana Ianelli

Nasceu em São Paulo em 1979. Formada em jornalismo, mestre em literatura e crítica literária, estreou na poesia em 1999 com Trajetória de antes. Em 2013, estreou na crônica com Breves anotações sobre um tigre. É também autora de dois livros infantis. Desde agosto de 2018, edita a página Poesia Brasileira no Rascunho. Escreve quinzenalmente, aos sábados, na revista digital de crônicas Rubem.

Publicidade

Leia também

Rascunho

Curitiba - PR

Publicado pela primeira vez em 2000, romance de Ferréz que vendeu mais de 100 mil exemplares, passa a ser publicado pela Companhia das Letras
Rascunho

Curitiba - PR

O livro, uma adaptação do roteiro de “Era uma vez em… Hollywood”, mais recente longa-metragem do cineasta americano, será publicado no Brasil pela Intrínseca
Rascunho

Curitiba - PR

Em seu livro, Gustav Mayer passa pelos principais eventos da vida de um dos criadores do socialismo científico, que em 2020 tem seu bicentenário de nascimento comemorado
Tiago Germano

Porto Alegre - RS

Como Norwich, pequena cidade do interior da Inglaterra, tornou-se um polo mundial da literatura revelando escritores premiados com o Pulitzer, Booker Prize e até o Nobel