Narrar sem heróis

Por Guilherme Gontijo Flores

Com linguagem árida e ferina, Kurt Vonnegut criou dois romances — repletos de paradoxos e sensibilidade — sobre os Estados Unidos do século 20