crônicas

Giovana Madalosso

São Paulo - SP

Quanto menos eu me via, menos pensava em me ver, até que fui esquecendo da minha aparência
Carolina Vigna

São Paulo - SP

A minha vida, pelo menos, faz mais sentido se contada pelas quedas. Pelas vitórias seria uma história muito curta
Marcelo Moutinho

Rio de Janeiro - RJ

Se o Brasil tivesse a influência global dos Estados Unidos, as lojas de fast-food ao redor do mundo venderiam joelho com caldo de cana
Ana Elisa Ribeiro

Belo Horizonte - MG

Na adolescência, comprei uma camisa azul celeste. Eu tentava encontrar lugar no mundo, coisa que ainda não achei direito, e o futebol era um caminho
Carolina Vigna

São Paulo - SP

Tem muita coisa na vida que a gente faz só pelo fim. Os fins justificam os meios, já dizia o velho Ovídio
Giovana Madalosso

São Paulo - SP

Seja por questões financeiras, operacionais ou por respeito ao processo artístico, é uma bênção que o tempo da literatura seja distinto
Julia Dantas

Porto Alegre - RS

Talvez seja um desequilíbrio químico do cérebro, mas tenho a convicção de que a felicidade é inevitável para certo tipo de gente
Claudia Nina

Rio de Janeiro - RJ

O ar, que está cheio de tristeza, é o mesmo por onde voa a frágil esperança. O grande desafio é ter força para abrir a janela e deixar que ela pouse
Mariana Ianelli

São Paulo - SP

A pintura passou os últimos dias guardada, para vir aflorar agora, no primeiro sábado do novo ano. Sim, eu vi Nossa Senhora da Piedade em carne e osso
Carolina Vigna

São Paulo - SP

Já estou até vendo. Comemorações de réveillon com todo mundo de cueca no Zoom porque, vamos combinar, isso aqui é um país tropical