Maboque

Romance de estreia de Tina Vieira, Maboque — nome de um fruto agridoce muito comum em Luanda — narra o processo de autodescoberta de Leonor
Maboque
Tina Vieira
Quelônio
168 págs.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
01/10/2020

Romance de estreia de uma autora angolana radicada no Brasil, Maboque — nome de um fruto agridoce muito comum em Luanda — narra o processo de autodescoberta de Leonor. A jornada começa com a morte do pai da protagonista, em Portugal, e se desdobra em outros dois continentes. A partir de cartas deixadas pelo falecido, a filha revisita a infância do pai na África e descobre que ele tinha uma família no Brasil. É assim que, na segunda parte da narrativa, a personagem parte para o Rio de Janeiro a fim de encontrar essas pessoas que estavam, mesmo sem ela saber, intimamente ligadas à sua história. Em terras brasileiras, por fim, Leonor experimenta revelações que mudam sua forma de ver as coisas, tornando aquele mundo desconhecido apreensível. Para Joselia Aguiar, que assina a orelha do livro, a autora “vasculha o interior das coisas e das pessoas, entra em sua intimidade e desconcerta ao revelar aquilo que poucos apenas insinuam”.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade