Fim da linha — O crime do bonde

É numa manhã ensolarada da capital gaúcha que três personagens acabam embrenhados em uma rede de coincidências
Fim da linha — O crime do bonde
Rafael Guimaraens
Libretos
266 págs.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
27/02/2019

É numa manhã ensolarada da capital gaúcha que três personagens acabam embrenhados em uma rede de coincidências. A situação irá guiá-los a um trágico acerto de contas, mas não antes que suas vidas sejam esmiuçadas até o ponto crítico em que se encontram, em episódios — radicais, na corda bamba entre a degeneração e a dignidade — que se passam na República Velha, na agitada boemia do Rio de Janeiro no início do século 20, na belle époque em Porto Alegre e nas disputas que tomaram o interior gaúcho.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade