Últimas peças de Tchékhov ganham volume único

Com tradução e comentários de Rubens Figueiredo, livro reúne “A gaivota”, “Tio Vânia”, “Três irmãs” e “O jardim das cerejeiras”
Anton Tchékhov, autor de “Quatro peças”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
14/09/2021

O livro Quatro peças, em pré-venda pela Companhia das Letras, reúne as últimas incursões de Anton Tchékhov (1860-1904) pelo teatro: A gaivota, Tio Vânia, Três irmãs e O jardim das cerejeiras. A edição é traduzida e comentada por Rubens Figueiredo.

O conjunto, que mostra a maestria do autor russo ao tratar de frustrações humanas, traz situações como as de um escritor que precisa lidar com o fracasso de uma de suas obras enquanto tenta superar uma decepção amorosa e os desejos e desencantos de mulheres no interior da Rússia.

Além de ficar clara a preocupação de Tchékhov com questões sentimentais, Quatro peças também mostra outra das fortes marcas do trabalho ficcional do autor: o interesse por analisar as diferenças acentuadas entre o campo e a cidade, como fica claro em O jardim das cerejeiras.

Anton Tchékhov nasceu em Taganrog, na Rússia, em 1860. É um dos grandes mestres universais da narrativa breve. A dama do cachorrinho e outros contos, O beijo e outras histórias e O duelo são alguns de seus livros traduzidos no Brasil. Morreu na Alemanha, em 1904.

Quatro peças
Anton Tchékhov
Trad.: Rubens Figueiredo
Penguin-Companhia
368 págs.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Últimas edições

Publicidade

Publicidade