Nélida Piñon recebe prêmio pelo romance “Um dia chegarei a Sagres”

O grande Prêmio Pen Clube de Literatura 2020 será entregue nesta segunda-feira (1º), em cerimônia transmitida ao vivo pelas redes sociais
Nélida Piñon, autora de “Um dia chegarei a Sagres”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
26/02/2021

Membro da Academia Brasileira das Letras (ABL), Nélida Piñon recebe na próxima segunda-feira (1º) o grande Prêmio Pen Clube de Literatura 2020 pelo livro Um dia chegarei a Sagres. A solenidade será transmitida ao vivo pelas redes sociais do Pen Clube Internacional do Brasil, a partir das 17h30.

Jornalista, romancista, contista e professora, Piñon foi eleita em 1989 para a cadeira 30 da ABL, sucedendo Aurélio Buarque de Holanda.

Com quase 60 anos de atividade literária, Piñon teve seus livros publicados em 20 países, entre eles Argentina, Polônia, França, Cuba, Espanha, Estados Unidos, Suécia, Rússia, Inglaterra, Alemanha, Itália, Portugal e Colômbia, e traduzidos para dez idiomas.

Foi professora da Universidad Complutense de Madrid (1993), da Johns Hopkins University (EUA, em 1988) e da Columbia University (EUA, em 1978).  Entre outras premiações ganhas por Piñon, destacam-se o Prêmio Internacional Juan Rulfo de Literatura Latino-Americana e do Caribe (1995), da União Brasileira de Escritores de São Paulo, em 1987, pelo romance A doce canção de Caetana, e o da Associação Paulista de Críticos de Arte e o Prêmio Ficção Pen Clube, ambos em 1985, pelo romance A república dos sonhos. Em 2020, venceu o prêmio Jabuti com o livro de crônicas Uma furtiva lágrima.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade