Editora 34 relança biografia de Baden Powell

Livro sai no ano em que se completam duas décadas da morte do músico brasileiro, reconhecido como um dos maiores instrumentistas do século 20
Baden Powell com Vinicius de Moraes, em 1965
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram

(23/10/20)

A editora 34 lança uma nova edição da biografia de Baden Powell, escrita por Dominique Dreyfus. A reedição de O violão vadio de Baden Powell, revista e ampliada, sai no ano em que se completam 20 anos da morte do músico brasileiro.

O livro acompanha toda a vida e obra do violonista falecido em 2000, com destaque para as suas temporadas europeias, documentadas por Dreyfus, jornalista francesa apaixonada por música brasileira e amiga de Powell.

Nascido em Varre-e-Sai (RJ), em 1937, e criado no subúrbio carioca de São Cristovão, Baden Powell foi aluno de Meira, do Regional do Canhoto, e ainda menino passou a se apresentar no rádio e acompanhar ao violão grandes cantores da época. Frequentou o Beco das Garrafas e em 1960 conheceu aquele que seria seu grande parceiro, Vinicius de Moraes, com quem gravaria um dos discos mais marcantes da MPB, Os afro-sambas, em 1966.

Convidado para o célebre show da bossa nova no Carnegie Hall, em 1962, não pôde ir. Acabou trocando a passagem de Nova York para Paris e embarcou em 1963 rumo à Europa.

Na contramão dos bossanovistas que se radicaram nos Estados Unidos, o músico fez toda a sua carreira internacional na França e na Alemanha. Com um repertório amplo, que vai do samba ao clássico, do popular ao jazz, e que inclui composições próprias como Samba da bênção (com Vinicius) e Lapinha (com Paulo César Pinheiro), Baden é reconhecido como um dos maiores instrumentistas do século 20.

O violão vadio de Baden Powell
Dominique Dreyfus
Editora 34
408 págs.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade

Leia também

Rafael Cardoso

Berlim – Alemanha

Engajado nas lutas políticas dos Estados Unidos, escritor foi também um ficcionista que assumiu a imperfeição como característica humana incontornável
Carolina Vigna

São Paulo - SP

Ser e viver sozinho não é para qualquer um. E tampouco são sinônimos
Rascunho

Curitiba - PR

Com capa dura, título conta com organização e prefácio do poeta Eucanaã Ferraz, além de posfácio de Otto Lara Resende, publicado originalmente em 1967
Rascunho

Curitiba - PR

Segunda edição do concurso vai premiar projeto inédito de livro-reportagem com R$ 15 mil e contrato para publicação da obra