Artigos de Silvia Federici abordam marxismo e feminismo

No primeiro volume de “O patriarcado do salário”, a filósofa italiana revisita conceitos de Karl Marx e Friedrich Engels para propor novos debates
Silvia Federici, autora de “O patriarcado do salário”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
12/03/2021

Está em pré-venda pela Boitempo o livro O patriarcado do salário, de Silvia Federici. Na obra, a filósofa italiana revisita conceitos de Karl Marx e Friedrich Engels e a crítica feminista ao marxismo para propor novos debates, trazendo à discussão perspectivas contemporâneas sobre gênero, ecologia e tecnologia, entre outros temas.

Em seus artigos, Silvia busca demonstrar como os trabalhos domésticos e de cuidados, exercidos sem remuneração pelas mulheres, acabaram tendo e ainda têm papel central na consolidação e sustentação do sistema capitalista.

“Depois que a esquerda aceitou o salário como a linha divisória entre trabalho e não trabalho, produção e parasitismo, uma enorme parcela do trabalho não assalariado que as mulheres realizam dentro de casa para o capital passou despercebida das análises e estratégias de esquerda”, anota em um dos textos.

Apesar de seguir essa linha de raciocínio, a autora não deixa de mencionar que é preciso ir além do marxismo e repensar perspectivas e ativismo no mundo de hoje — carente de novas práticas de cooperação social.

Escritora, professora e militante feminista, Silvia Frederici nasceu na Itália, em 1942, e está radicada nos Estados Unidos desde a década de 1960. Seu livro Mulheres e caça às bruxas (2019) também foi lançado pela Boitempo.

O PATRIARCADO DO SALÁRIO: NOTAS SOBRE MARX, GÊNERO E FEMINISMO — VOLUME 1
Silvia Federici
Trad.: Heci Regina Candiani
Boitempo
208 págs.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade