“Anna Kariênina”, de Tolstói, ganha nova tradução

Clássico do autor russo é vertido para o português por Irineu Franco Perpetuo; o prefácio é de Thomas Mann e Milton Hatoum assina o texto de orelha
Lev Tolstói, autor de “Anna Kariênina”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
05/05/2021

Anna Kariênina, um dos clássicos do russo Lev Tolstói, ganha nova tradução em português. Lançada pela editora 34, a obra foi vertida para o português por Irineu Franco Perpetuo e tem texto de orelha assinado por Milton Hatoum.

Neste que é o “romance social mais poderoso já escrito”, de acordo com o alemão Thomas Mann, a trama se desenvolve a partir da insatisfação matrimonial da personagem que dá nome à obra.

Em paralelo à saga de Anna e seu amor pelo conde Vrônski, a história acompanha os passos do proprietário de terras Lióvin, responsável por grandes discussões filosóficas ao longo do livro.

“As indagações religiosas, sociais e filosóficas, com suas controvérsias e impasses, adquirem relevo e convidam o leitor a refletir, em qualquer tempo e lugar, sobre a existência humana”, comenta Hatoum a respeito do teor da obra.

Nascido em 1828, Tolstói é autor de alguns dos títulos mais festejados da literatura mundial, como Guerra e paz, A morte de Ivan Ilitch, Os cossacos e A Sonata a Kreutzer. Morreu em 1910, aos 82 anos.

Anna Kariênina
Lev Tolstói
Trad.: Irineu Franco Perpetuo
Editora 34
864 págs.

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Publicidade