Cartas #julho_21

A opinião, comentários e sugestões dos nossos fiéis leitores
Arte da capa: Carolina Vigna
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
01/07/2021

Importante reflexão
O texto Sob encruzilhadas, de José Castilho, edição 254, merece estar liberado no site para que mais pessoas possam compartilhar as reflexões trazidas.
Eduardo Augusto • Belo Horizonte – MG

Somos um bálsamo
Gostaria de contar que recebê-los mensalmente — nesses tempos caóticos e apocalípticos — é um bálsamo pra minha alma. Sou grata pelo trabalho árduo de vocês.
Mônica Rodrigues Cardoso • Uberlândia – MG

De tirar o fôlego
A crônica O silêncio da voz, do Rogério Pereira [edição 254], tira o fôlego do leitor. A sutileza de uma amizade, a dor da perda, a angústia dos dias (estes) terríveis em que tentamos sobreviver.
Luís Pimentel • Rio de Janeiro – RJ 

No Facebook

Achei o texto lindo! [sobre a crônica Por um jornal homérico, de Carolina Vigna]
Denis Rafael Ramos

Amei. Amo a Lygia [sobre a coluna Palavra por palavra, de Raimundo Carrero, edição 253].
Inês Henriques

A entrevista de Marcelo Maluf para Carola Saavedra está um desbunde. Ma-ra-vi-lho-sa!
Marcio Sales Saraiva

Muita coisa a descobrir dessa lista, e muita coisa a celebrar. Dá vontade de soltar fogos de artifício quando alguém cita o esquecido e maravilhoso O amanuense Belmiro. [sobre Os 35 melhores romances brasileiros, de Luiz Ruffato].
Saymon Nascimento 

Está difícil, mas está perto do fim [sobre a crônica Na corda bamba entre a vergonha e o alívio, de Julia Dantas].
Eduardo Sol

No Instagram

As listas de Luiz Ruffato são fontes idôneas de indicações [sobre Os 35 melhores romances brasileiros, de Luiz Ruffato].
Matheus de Morais 

Quatro mulheres numa lista de 35. A defasagem indica muito do caráter do leitor. Enfim, Rascunho mais uma vez decepcionando leitores [sobre Os 35 melhores romances brasileiros, de Luiz Ruffato].
Mariana Belize

A coluna da Noemi Jaffe [edição 253] representa meus sentimentos em relação ao Brasil desde 2019, e que só pioraram desde fevereiro do ano passado. Mas gostaria muito de contar às novas gerações, com um pouco de humor, sobre tudo o que vem acontecendo. Significaria que prosperamos. E, mesmo em meio a perdas, seguimos vivendo.
Lívia Cavalheiro

Que alívio a escrita de Marina Colasanti sobre Pedro Páramo [edição 254]. Também sou leitora recente dessa história e a vontade pós-leitura foi declarar guerra com o mundo pela demora em me apresentar Comala. Obrigada, Marina, por este abraço escrito.
Carol Grohmann

No Twitter
Crônica muito boa da Claudia Nina! (Do outro lado do espelho) Compartilho do sentimento. Acredito que para con(viver) nesses mundos paralelos onde não podemos escapar, devemos nos cuidar para que não sejamos sugados totalmente na força e na saúde mental. Afinal, o que parece pesadelo é real.
Kah Pereira

Rascunho

Rascunho foi fundado em 8 de abril de 2000. Nacionalmente reconhecido pela qualidade de seu conteúdo, é distribuído em edições mensais para todo o Brasil e exterior. Publica ensaios, resenhas, entrevistas, textos de ficção (contos, poemas, crônicas e trechos de romances), ilustrações e HQs.

Últimas edições

Publicidade

Publicidade