O autor e suas dobras

"O pai da menina morta", de Tiago Ferro, transita no espaço liminar entre sonho e realidade
Tiago Ferro, autor de “O pai da menina morta”
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
24/12/2018
Exclusivo para assinantes

Escolha um plano de assinatura e aproveite todo nosso conteúdo.
R$ 7,90 (digital) e R$ 12,90 (digital + impresso).

Clique aqui para assinar

JÁ É ASSINANTE?

Entrar

O pai da menina morta
Tiago Ferro
Todavia
176 págs.
Tiago Ferro
Nasceu em São Paulo (SP), em 1976. Escritor e editor, é um dos fundadores da e-galáxia e da revista Peixe-Elétrico. Colaborador das revistas Piauí, Cult e Suplemento Pernambuco, estreou no romance com O pai da menina morta.

Guilherme Mazzafera

É doutorando em Literatura Brasileira pela FFLCH-USP com estudo sobre o ensaísmo literário de Otto Maria Carpeaux e sua leitura do romance brasileiro. É bacharel em Letras (Português/Inglês) e Mestre em Literatura Brasileira pela mesma instituição.

Publicidade

Leia também

Rascunho

Curitiba - PR

“The Capote tapes”, de Ebs Burnough, refaz o caminho de “Súplicas atendidas”, romance inacabado que arranhou a reputação social e literária do autor 
Arthur Marchetto

Santo André - SP

À frente da Adelphi Edizioni desde 1962, o italiano Roberto Calasso disseca bastidores do processo editorial e faz análises sobre a sociedade do “inominável atual”
Bel Santos Mayer

São Paulo - SP

Sabemos bem que não é uma banda larga de internet que manterá jovens conectados à escola ou que os farão retornar a ela
Rascunho

Curitiba - PR

Evento criado por Marcelino Freire ganha novo formato, com aulas especiais, shows inéditos, conversas ao vivo e oficinas literárias