Prateleira

dezembro 2019 / Remissão

#Exclusivo no Site

Remissão

Izalco Sardenberg Amar-Amaro 80 págs. A recorrência da palavra “talvez” nos versos do poema de abertura indica um caminho de […]

Izalco Sardenberg
Amar-Amaro
80 págs.

A recorrência da palavra “talvez” nos versos do poema de abertura indica um caminho de leitura para esse conjunto. O eu lírico, ao longo das 40 manifestações, dificilmente toma partido — prefere, antes, a dúvida. Em Instrução, por exemplo: “O que estudei/ (muito)/ esqueci./ Hoje tenho/ saudades/ do que não li”. Trata-se de uma entidade crente no torpor, avessa à palavra amor, ciente de que “poesia é tudo sem/ valor”.

Print Friendly