Prateleira

dezembro 2019 / Entre sertões — Comunismo e campesinato na obra de Bernardo Élis

#Exclusivo no Site

Entre sertões — Comunismo e campesinato na obra de Bernardo Élis

Pauliane de Carvalho Braga Editora UFMG 156 págs. Considerado por muitos o introdutor do modernismo no Centro-Oeste, o goiano Bernardo […]

Pauliane de Carvalho Braga
Editora UFMG
156 págs.

Considerado por muitos o introdutor do modernismo no Centro-Oeste, o goiano Bernardo Élis (1915-1997) dedicou sua vida e obra à exploração das potências particulares do universo sertanejo — ambiente historicamente sofrido mas resistente. Ao mesclar história, política e ficção, Élis foi responsável por oferecer novas perspectivas sobre o campo brasileiro e apontar horizontes possíveis, tendo acompanhado, nas décadas de 1940 e 50, a efervescência dos trabalhadores rurais.

Print Friendly