Prateleira

novembro 2019 / Deus está dirigindo bêbado e nós estamos presos no porta-malas

#Exclusivo no Site

Deus está dirigindo bêbado e nós estamos presos no porta-malas

Andityas Soares de Moura Costa Matos Urutau 100 págs. Em versos de plena indignação lírica, Andityas Soares escancara a inescapável […]

Andityas Soares de Moura Costa Matos
Urutau
100 págs.

Em versos de plena indignação lírica, Andityas Soares escancara a inescapável futilidade que rege a existência — seja explorando as manchetes dos jornais na internet, como a que informa que “Thammy posa só de sunga após a retirada das mamas”, ou fazendo reflexões sobre como o mundo seria se os homens não tivessem medo. Esses arroubos de insatisfação, que culminam no desejo de o poeta queimar a própria obra por compreender sua inutilidade, descambam em uma lírica angustiada e feroz.

Print Friendly