O encontro marcado

Rafael Rodrigues indica um livro que mudou sua vida
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram

O encontro marcado, romance do mineiro Fernando Sabino (1923-2004), possui algumas das características indispensáveis para um bom livro, além do enredo cativante, como o bom humor e a leveza do texto, que não deixa a leitura se tornar cansativa. Mas não é apenas por isso que é reconhecido por muitos leitores, escritores e críticos como um dos principais romances de nossa literatura no século passado — eu diria até de todos os tempos, e não me restringiria apenas à literatura brasileira, mas talvez isto seja exagero de um fã apaixonado. O encontro marcado é o que é porque, como críticos da época em que foi lançado (1956) declararam, ele é o romance de uma geração, a da década de 1940; e, como críticos da atualidade volta e meia dizem, é também o romance de outras gerações que vieram depois. Costumo dizer que O encontro marcado é minha Bíblia, porque mudou completamente a maneira como vejo o mundo. E é por isso que recomendo veementemente a sua leitura.”

 

 

 

 


Rafael Rodrigues
é escritor e jornalista, autor de O escritor premiado e outros contos (Multifoco, 2011), editor da revista de contos Outros Ares e mantém o blog Entretantos. Vive em Feira de Santana (BA).

Leia também

Itamar Vieira Junior

Salvador - BA

Serão os membros da Academia Sueca capazes de compreender a originalidade de Jamaica Kincaid, Maryse Condé, Ngugi wa Thiong’o ou Milton Hatoum?
Gisele Barão

Curitiba - PR

A israelense Ayelet Gundar-Goshen fala sobre o processo de escrita de seus elogiados romances, que misturam boas tramas a dilemas morais
Rascunho

Curitiba - PR

Adriana Falcão: "Se me apaixono pela forma, vira obsessão. Gosto de brincadeiras formais"
Mariana Ianelli

São Paulo - SP

A crônica toca em coisas tremendas, fala de luas de sangue e trevas e segue sendo uma obra do minúsculo cotidiano