maio 2015

Clayton de Souza

São Paulo - SP

Os contos de Canterbury, de Geoffrey Chaucer, pintam uma Idade Média atraente ao leitor moderno
Haron Gamal

Rio de Janeiro - RJ

Dez centímetros acima do chão, de Flavio Cafiero, encanta pela versatilidade do artifício narrativo
Adriano Koehler

Curitiba - PR

O Buda no sótão, de Julie Otsuka, inova ao incorporar muitas vozes em uma única narradora
Maria Aparecida Barbosa

Florianópolis - SC

Os contos de Absolutamente nada apresentam a prosa poética, suave e delicada de Robert Walser
Rascunho

Curitiba - PR

Silviano Santiago: "Sou muito volúvel por natureza e profissão. No dia de hoje, Virginia Woolf."
Rodrigo Gurgel

São Paulo - SP

Contos de Humberto de Campos trazem uma prosa extravagante e repleta de exageros e lugares-comuns
Anelito de Oliveira

São Paulo - SP

A poesia de Adão Ventura, morto há 10 anos, discute a diferença étnica, a experiência viva e social de ser negro no mundo