Vidraça

dezembro 2011 / Vidraça / Vidraça_junho_2010

Texto publicado na edição #122

Vidraça_junho_2010

  É o Ramon O ilustrador curitibano Ramon Muniz, fiel colaborador do Rascunho, foi um dos vencedores da quarta edição […]

> Por LUÍS HENRIQUE PELLANDA

Jorge Luis Borges por Ramon Muniz

 

É o Ramon
O ilustrador curitibano Ramon Muniz, fiel colaborador do Rascunho, foi um dos vencedores da quarta edição do Concurso de Ilustração da Folha, promovido pela Folha de S. Paulo. Muniz ficou em segundo lugar na categoria Caricatura. A quem quiser conhecer mais o trabalho do artista, vale uma visita ao seu blog (http://ramonmuniz.blogspot.com). Ramon também é colaborador do blog de crônicas e ilustrações Vida Breve (www.vidabreve.com). Todas as terças, ele ilustra, por lá, os textos da jornalista e escritora Eliane Brum. Em tempo: a caricatura premiada foi uma de Jorge Luis Borges, publicada no Rascunho 94.

Todoprosa no Veja.com
Aos quatro anos de idade — os dois últimos vividos no IG —, o blog Todoprosa, do escritor e jornalista Sérgio Rodrigues, muda de endereço mais uma vez. Ainda na primeira quinzena de junho, Rodrigues deve estrear no portal Veja.com. “A maior novidade é que terei dois blogs lá”, adianta Sérgio. “Além do Todoprosa, atualizado três vezes por semana com posts mais substanciais, terei uma coluna sobre palavras, com quatro atualizações semanais.” Como os blogs serão atualizados alternadamente, Sérgio Rodrigues, autor do romance Elza, a garota, estará no ar sete dias por semana.

Reação silvestre
E o Grupo Silvestre, formado por escritores brasileiros em defesa da literatura de entretenimento, reagiu. Depois da primeira baixa — quando o coletivo perdeu cinco autoras de uma só vez —, oito novos nomes acabam de se tornar signatários do movimento. São eles: Luiz Antônio Aguiar, Sérgio Pereira Couto, Raphael Draccon, Helena Gomes, Delfin, Ana Cristina Rodrigues, Estevão Ribeiro e Vera Carvalho Assumpção. Ao todo, a turma tem 15 integrantes. Já participavam do grupo os escritores Luis Eduardo Matta, Felipe Pena, Tomaz Adour, Barbara Cassará, Halime Musser, André Vianco e Pedro Drummond.

Poeta milionário
Recentemente, correu mundo a notícia de que, nos Emirados Árabes, um reality show chamado Milions Poet elegeu, com a ajuda do público, o melhor poeta em língua árabe da atualidade. Espantoso? Mais que isso: o programa teve uma audiência altíssima e pagou, ao vencedor, um poeta do Kuwait, o prêmio de U$ 1,4 milhão. Resta a nós, brasileiros, miseráveis em tantos sentidos, um pequeno exercício de imaginação. Caso levassem ao ar, por aqui, uma atração semelhante, qual seria a sua audiência? De quanto seria o prêmio? Quem seriam os concorrentes, a declamar seus versos em cadeia nacional? E os favoritos?


Alberto Mussa é o próximo convidado do Paiol Literário

 

Mussa no Paiol
A quinta temporada do Paiol Literário engrenou. O segundo convidado do ano é o escritor Alberto Mussa, autor de livros como Elegbara, O enigma de Qaf, O trono da rainha Jiga, O movimento pendular e Meu destino é ser onça, entre outros. Mussa, que nasceu no Rio de Janeiro (RJ), em 1961, também é tradutor, tendo vertido do árabe a coletânea de poesia pré-islâmica Os poemas suspensos. Sua obra já foi publicada em Portugal e traduzida para o francês, o inglês, o espanhol e o italiano, além de ter recebidos prêmios como o Casa de Las Américas, o APCA e o Machado de Assis. O encontro com Alberto Mussa está marcado para as 20 horas do dia 17 de junho, no Teatro Paiol, em Curitiba (PR). A entrada é franca.

Print Friendly