Prateleira

fevereiro 2014 / Labirinto-Homem

#Exclusivo no Site

Labirinto-Homem

Mayrant Gallo, responsável pela revisão e orelha do livro, define o romance de Carlos Vilarinho como “metalinguístico, engraçado, labiríntico”. A […]

Mayrant Gallo, responsável pela revisão e orelha do livro, define o romance de Carlos Vilarinho como “metalinguístico, engraçado, labiríntico”. A história gira em torno de Sebastião Toboso, um escritor com dois romances publicados e notas sobre suas andanças — similar a uma mistura de um personagem amuado de Doistoiévski com boêmios inveterados como Bukowski, resultando em reflexões sobre a existência e o humor do caos contemporâneo.

Print Friendly